Uma das preocupações de todas as mães é como estimular ao máximo o desenvolvimento de seus filhos. Mas você sabia que é possível estimular o desenvolvimento por meio de brincadeiras?

Pois é, por meio das brincadeiras as crianças conseguem potencializar o seu desenvolvimento. Além de ser uma forma muito didática e que promove o vínculo dos filhos com os pais, cada tipo de brincadeira tem suas vantagens e oferece formas de aprender e se desenvolver. Vamos descobrir como aproveitar tudo isso?

criança brincando com bolhas de sabão

Brincadeiras de esconder

Esse tipo de brincadeira estimulará o desenvolvimento cognitivo do bebê. Brincar de “esconder e achar” estimula o conceito de que os objetos não deixam de existir quando não estão mais na frente da criança, ou seja, estimula o conceito de permanência do objeto. Isso ajuda a criança a entender no futuro que os pais, mesmo que não estejam presentes em um determinado momento, voltarão logo logo!

Brincadeiras de música e movimento

A música é uma forma excelente de estimular a sensibilidade e criatividade nas crianças! Quando uma criança é estimulada por meio de música e movimento, ela consegue se comunicar melhor, pois aprende novas formas de se expressar.

Durante a alfabetização, muitos professores utilizam música para estimular a aprendizagem e isso é uma ótima forma de ajudá-las a compreender o significado daquilo que estão aprendendo, tornando mais fácil o aprender.

A música também aumenta a concentração e memória, o que potencializa o ritmo de aprendizagem. Junto com o movimento, a coordenação motora e consciência corporal é muito estimulada! As cantigas de roda, por exemplo, permitem à criança experienciar o contato com o corpo e, ao mesmo tempo, atentar-se ao ritmo da música, colocando em prática a concentração.

O uso de instrumentos também é uma outra ótima forma de explorar ainda mais o potencial infantil. Por meio dos instrumentos, as crianças conseguem explorar os sons e, além disso, é uma experiência muito divertida para elas.

Jogos com regras

Os jogos com regras são aqueles que se jogam em grupo e que têm normas. Esse tipo de jogo irá trabalhar questões importantes para as crianças, como a compreensão de regras, o estabelecimento de limites, cooperação e o saber ganhar e perder.

Quando a criança passa a entender melhor o que é o ganhar e o que é o perder, por exemplo, ela começa a se esforçar para que sempre possa ganhar. Assim, ela desenvolve habilidades e estratégias que vão auxiliá-la a ter mais chances de ganhar. E é aí que entra o papel também dos pais e cuidadores na condição de serem agentes que irão ajudar a criança a perceber que existem coisas em que eles têm mais facilidade de ganhar e outras não.

O respeito às regras é fundamental para que as crianças possam socializar com as outras crianças. Aliás, até mesmo os próprios colegas cobram o seguimento de regras e, por isso, essa é uma ótima forma da criança aprender normas de socialização e da importância de se familiarizar às regras.

Brincadeiras de raciocínio lógico

Jogos de tabuleiro, quebra-cabeça, lego, dentre outros, são algumas possibilidades de brincadeiras que envolvem raciocínio lógico. Cada um desses jogos auxiliam no desenvolvimento lógico das crianças e as estimulam a pensar bastante!

Jogos que envolvam números e sequências matemáticas, por exemplo, são ideais para o estímulo cognitivo de crianças mais velhas, sendo esta uma possibilidade delas aprenderem brincando. Nos quebra-cabeças, a memória é uma função muito requisitada e já desde pequenininhas as crianças podem ser desafiadas. Aliás, hoje em dia há uma grande oferta de quebra-cabeças super chamativos e educativos, ideais para cada faixa etária.

Os jogos de tabuleiro, além de trabalharem também com regras, proporcionam estimulam a memória e concentração das crianças. Por serem mais complexos, jogos como damas e xadrez envolvem a participação de mais uma pessoa e essa pode ser uma super oportunidade para fortalecer o vínculo com seu filho.

Brincadeiras de movimento

As brincadeiras de movimento movem todo o corpo e auxiliam na psicomotricidade infantil. Desde quando uma criança nasce, ela já começa a usar o corpo para interagir com os outros e com o ambiente onde ela está.

Assim, quando a criança usa o corpo para brincar, ela começa a ter mais consciência de si e de suas potencialidades, descobrindo texturas e sensações diferentes que serão necessários para ampliar todo o repertório delas. Brincadeiras onde a criança possa explorar o ambiente, caminhar, correr, saltar, pular, são excelentes para que elas possam se expressar e compreender o que as cercam e, por isso, devem ser super incentivadas!

Pois é, as brincadeiras só oferecem os mais diversos benefícios para as crianças. Por isso, é importante que os pais possam aproveitar esses momentos para estimular ao máximo o desenvolvimento dos filhos e, também, fortalecer o vínculo cada vez mais!