Em algum momento na amamentação, uma dúvida irá surgir: será que meu leite é fraco? Até as mais experientes as vezes questionam esse fato, mas, a primeira coisa que as mães devem saber é que, não existe leite materno fraco, cada mulher produz o leite que é necessário para o seu bebê e na quantidade certa.

Existem alguns fatores que podem gerar a dúvida se existe leite materno fraco. Alguns deles incluem:

Pega errada na amamentação – Na pega errada o bebê coloca apenas o bico do seio na boca, por causa disso, ele não consegue sugar muito leite. O acontece depois pode fazer com que a mãe ache que existe leite materno fraco, pois o bebê precisa mamar o tempo todo, fica irritado porque não consegue sugar o leite que precisa.

Leite materno é mais leve – Outro fator que pode fazer a mãe desconfiar do leite é quando o bebê quer mamar em um intervalo curto de tempo. Mas a explicação para isso é que: a digestão do leite materno é mais rápida que a do leite de vaca – aqueles, de fórmula infantil. Por isso as mamadas são constantes.

Choro Frequente – é certo que os bebês não nascem falando, portanto nos primeiros meses o choro é a única forma dele se comunicar. O bebê quer mamar a toda hora porque para ele é tudo novo e não porque existe leite materno fraco. Ele se cansa, para, dorme e, como não mamou tudo o que podia, pede novamente chorando.

Como Saber se o Leite Materno Está Sustentando o Bebê?

Para ter certeza de que não existe leite materno fraco e que a quantidade mamada está sendo ideal para o bebê, observe alguns pontos:

Cor das fezes

A cor das fezes do bebê durante a primeira semana de vida diz se ele está recebendo bastante colostro (que é o primeiro leite materno).

  • Durante os primeiros 2 dias, as fezes do bebê são escuras, esverdeadas, pretas e viscosas, chamadas mecônio. Amamentar o bebê toda vez que ele pedir ajuda o bebê a eliminar o mecônio.
  • No terceiro dia, quando o bebê recebe mais colostro, as fezes se tornam mais claras na cor castanha esverdeada.
  • Para o 4º e 5º dia, à medida que a produção de leite materno aumenta, as fezes ficam amarelas. As fezes de um bebê que só alimenta o leite materno são amarelas e podem ser granulados, pastosas ou macias.

Número e quantidade de fezes

Normalmente, o bebê evacua 1 ou 2 vezes durante os primeiros 2 dias.

  • Após os primeiros 2 ou 3 dias e até 4 semanas, o bebê deve fazer cocô pelo menos 2 vezes por dia. Se ele evacuar pelo menos 2 vezes ao dia, cada uma delas deve ser o tamanho equivalente a duas colheres de sopa. Muitos bebês fazem cocô após cada mamada.
  • Após as primeiras 4 semanas da vida do bebê, o padrão intestinal pode ser modificado em 1 evacuação a cada 1 a 10 dias. Se o abdômen do bebê está macio, ele está feliz, a amamentação adequada gera entre 6 e 8 fraldas bem cheias a cada 24 horas, essa redução da frequência é normal.

Cor da urina

Se o bebê está recebendo leite materno suficiente, a urina deve ser de cor amarelo claro e sem cheiro. Corte o plástico na parte de trás de uma fralda descartável para verificar a cor da urina. Isso irá ajudá-la a ter certeza de que o bebê está recebendo leite materno suficiente. A urina não deve ser de cor amarelo escuro. Às vezes, os bebês têm manchas cor de rosa na urina durante os primeiros dias.

Quantidade de urina e número de fraldas molhadas

Durante os primeiros 6 dias, você deve gerar tantas fraldas molhadas como você tem dias de vida. A fralda deve ficar mais pesada a cada dia quando carregada com urina, especialmente após o terceiro dia e à medida que a produção de leite materno aumenta. No final da primeira semana de vida, o bebê deve gerar entre 6 e 8 fraldas molhadas em 24 horas.

Peso e altura do bebê

O pediatra deve controlar cuidadosamente o peso e a altura do bebê para se certificar de não existe leite materno fraco e que ele está crescendo bem. Esse peso é verificado cinco dias após sair do hospital e posteriormente nas consultas mensais.

Padrões de sono do bebê

Durante o primeiro mês de vida, o bebê deve acordar para se alimentar entre 8 e 12 vezes em 24 horas, ou em intervalos entre 1 e 3 horas. É normal ter um período de sono contínuo de 5 horas dentro de um período de 24 horas.

O leite materno é digerido com mais facilidade e rapidez do que a fórmula para lactentes, e é por isso que seu bebê pode sentir fome antes. O bebê é alimentado por 15 a 25 minutos. À medida que cresce, o número de mamadas diminuirá gradualmente entre 6 e 8 em 24 horas.

O Que Fazer Para Aumentar o Leite Materno?

Se mesmo assim você achar que existe leite materno fraco ou que está pouco, existe algumas ações que podem aumentar o volume de leite para seu bebê, são elas:

  • Amamente em livre demanda, sem se importar com a quantidade de tempo que o bebê ficará no peito
  • Faça massagem nos seios embaixo do chuveiro, a água quente estimula a produção de leite
  • Beba bastante água, chás e sucos naturais (os cítricos não são recomendados nos primeiros dias)
  • Retire o leite entre uma mamada e outra, o constante esvaziamento das mamas faz o cérebro mandar informações para aumentar a fabricação de leite
  • Mantenha uma alimentação equilibrada
  • Durma o quanto for possível
  • Não se estresse. Ansiedade e estresse diminuem a produção de leite

Se isso não funcionar, é interessante conversar com o médico a respeito de medicamentos que aumentam a produção de leite.

Observar seu bebê é a melhor forma de saber que seu leite é bom e suficiente para ele. Mesmo que as mamas não encham como nos primeiros dias, ou porque ele chora com frequência. Se dorme bem, este calmo, ganhando peso, então não há com o que se preocupar.

Veja Também: Por que o Leite Materno é Tão Importante?
Fotos: Anton Nossik