Sabe aquela propaganda do sabão em pó, em que diz que se sujar faz bem? Exatamente, é a mais pura verdade! Saiba que a tal vitamina S de sujeira só poderia fazer um efeito: deixar as roupas mais sujas do que elas já seriam, mas não causariam nenhum mal ao seu filho. Eca! Filho sujo, com a mão cheia de lama ou areia e colocando na boca? Minha senhora, saiba que essa é a melhor das vacinas! O corpo pega imunidade com esses episódios de brincadeira imersa na lama, areia, chão e sempre cercadas de muita alegria e felicidade.

As crianças nascem sem imunidade. Quando recém nascidos, temos que cuidar para que não sejam expostos a doenças, microrganismos e bactérias que eles não tinham contato dentro do ventre. Mas com o passar do tempo, eles passam a receber vacinas contra doenças mais graves e também os anticorpos que a mãe produziu ao longo da vida durante a amamentação. Podemos dizer que a imunidade é construída ao longo da vida e principalmente na primeira infância. Deixar com que a criança brinque com aquilo que contém vitamina S, é sim colaborar para que seu organismo seja mais saudável. Assim que a criança nasce, ainda mais por vias normais, ela recebe da flora vaginal de sua mãe, microrganismos que farão parte da sua vida a partir de agora. Essa flora é totalmente benéfica e certamente ajudará a maturação do organismo para a vida não estéril fora do útero.

À partir do 3º mês de vida, aqueles cuidados tão importantes com os pertences do bebê, podem começar a serem deixados de lado. Esterilizar os bicos (caso use), mordedores e roupas. Com esta idade a criança já poderá ser capaz de suportar os elementos do ambiente que a rodeia sem maiores problemas. A chupeta caiu no chão? Não será preciso esterilizar. Basta lavar. Todo cuidado excessivo é prejudicial, inclusive a limpeza. Devemos ter consciência que a vitamina S, a sujeira que temos diariamente, ajudará cada vez mais a fortalecer o organismo de nossos pequenos exploradores.

Como a vitamina S funciona? Os microrganismos que vivem ao nosso redor penetram pela pele ou boca e caem nos vasos linfáticos até os linfonodos. Esses por sua vez, fazem o trabalho de reconhecer os corpos estranhos e formar a defesa do corpo, os anticorpos. Esses agirão rapidamente da próxima vez que entrar novamente em contato com esse microrganismo e defenderá o seu organismo com maior eficiência. Então, podemos dizer que a vitamina S ajuda e muito na imunidade.

Como a Vitamina S Mudou as Nossas Vidas

<a href="https://www.famivita.pt/wp-content/uploads/vitamina-s-1.jpg" A vitamina S está por toda parte, basta deixar a criança ter contato.

Um breve depoimento meu da vida sem a vitamina S: a loucura que tinha por limpeza com as coisas da Joana era absurda. Uma coisa me consola, sei que não sou e nem era a única assim. Era obcecada por deixar as coisas dela extremamente limpas e desinfetadas. Sabe aquele tipo de mãe que passa álcool trezentas mil vezes nas mãos todos os dias? Sem contar que não deixava que ela ficasse no chão de forma alguma. Descalça com os pés nus no chão? Imagina! Minha filha era muito delicada para ter contato com um chão “sujo”. Mesmo que eu tenha limpado 2 ou 3 vezes com álcool e alguns desinfetantes, não era limpo o bastante.

Aí você pode pensar: mas era um exagero da sua parte também não? Sim! Era exatamente um exagero e no final das contas, a Joana mais ficava doente do que bem. Eram intermináveis as sessões de antibióticos, febre, espirros e tosses. Vivíamos mais no pronto socorro do que em outros lugares. Chegamos a frequentar a emergência 2x por semana por conta das doenças que acometiam a pobre criança que vivia em uma bolha de cuidados.

Foi até um dia em que chorando, contei para minha mãe o sofrimento de ver minha filha tão doente. Será que ela tinha algum problema sério e que os médicos não conseguiam descobrir? Então ela me disse: Filha deixe essa criança ser criança. Ela tem que passar pelas brincadeiras normais para ter mais saúde. Foi neste dia que a vitamina S entrou na minha vida e na da Joana. Passei a deixar fazer tudo que antes, me parecia nojento demais. Brincava com os cachorros, rolava no chão, pegava plantinhas para brincar de comidinha. Foi então, que milagrosamente essa menina se transformou!

A saúde veio naturalmente como as brincadeiras que ela elaborava para se divertir com suas panelinhas sujas de terra do quintal. Ela se transformou em uma menina forte e cada dia mais saudável. Será que é mera coincidência? Dudu nasceu já neste ambiente de “se sujar faz bem” e pouco ficou doente. Ele se sujava bastante e nem uma gripe tinha. Os problemas com a asma vieram, mas estes eram inevitáveis já que são doenças hereditárias. Melissa? Uma menina que deita e rola com sua amiga inseparável de 4 patas e sim, é super saudável.

Veja também: Vacinação Infantil – Proteção Para a Vida Toda

Foto: TBradleyDean, jeancliclac