Água como sempre a fonte da vida e na gravidez não poderia ser o contrário. O líquido amniótico é fundamental para a gravidez. A função do líquido amniótico é de proteger o bebê durante a gestação e vem do corpo da mãe durante a gravidez.

Sobre o Líquido

O líquido é engolido pelo bebê para uma espécie de treino e também para ajudar na maturação dos rins e bexiga, então o líquido da bolsa é também o xixi do bebê. O corpo humano é constituído de 70% de água e nada melhor para proteger o bebê. Porém o liquido amniótico pode ter algumas variações em diferentes grávidas e também em diferentes ocasiões.

Volume de Líquido

O volume normal de líquido amniótico seria de 800 ml a 1 litro no ápice da gravidez que é das 34 ás 37 semanas. Porém algumas mulheres podem ter até 3,100 de líquido amniótico.

Porém em alguns casos ele pode ultrapassar o volume máximo ou mesmo ficar abaixo do que seria normal e caracterizar algum problema. O aumento ou diminuição do liquido amniótico pode ser detectado por exame rotineiro de ultrassom e qualquer alteração é detectada com bastante precisão.

O aumento do líquido chama-se polidrâmnio e as causas podem ser várias, mas se o líquido estiver no aspecto normal e não estiver demasiado não tem problema algum, pode-se levar a gravidez adiante sem consequências apenas com alguns cuidados a mais como repouso e também pode ser recomendado algum medicamento para ajudar a controlar o aumento do liquido diminuindo a quantidade de xixi produzida pelo bebê.

O líquido amniótico aumentado pode se caracterizar a partir da 30ª semana. Além disso, a mulher também pode desconfiar de uma possível polidraminia com alguns sinais que o corpo apresenta.

Barriga muito grande, esticada ao extremo e sentimento de empazinamento e falta de ar, porém como são sintomas também da gravidez seria mais prudente antes de qualquer coisa fazer uma ultrassom para um diagnostico preciso.

Vídeo Explicativo

Cenas de um bebê intra útero engolindo o líquido amniótico.

Líquido amniótico aumentado pode ser causado por alguns fatores como: infecções virais e DSTS, problemas de má formação do feto, porém a mais comum é a diabetes gestacional. A diabetes gestacional pode fazer aumentar a quantidade do liquido amniótico presente na bolsa e também fazer com que o bebê faça mais xixi do que o normal.

Pré-Eclâmpsia

Outro fator que pode fazer com que o liquido fique aumentado também são problemas com a placenta e também pode ser ligado a possibilidade de pré eclampsia. O fator RH incompatível também pode ser um vilão para o aumento do liquido amniótico.

Felizmente a grande maioria dos casos de polidrâmnio resultam em bebês perfeitamente saudáveis e sem nenhum problema de saúde. Caso seu médico diagnostique aumento do liquido amniótico ele irá orientar como proceder e as medidas que irá tomar, se irá investigar mais a fundo o motivo do aumento, mas geralmente um bom repouso pode ser a solução.

Líquido Reduzido

No caso de diminuição do líquido é necessário investigar uma possível ruptura da bolsa amniótica. Em casos de baixo liquido e for constatada bolsa rota, a paciente pode ficar internada para tomar antibióticos e ser hidratada para repor a quantidade que perdeu.

Aproveite muito sua gestação, cada filho que a mulher gera é único!

Veja também: Sinais de Trabalho de Parto

Foto: Daniel Lobo